Serviços: Coach de Vida

O coach, àqueles que não conhecem o termo (ou que têm uma definição errada do mesmo), é designado como o profissional que ajuda seu cliente, o coachee, durante o processo de conquista de algum objetivo específico, podendo este ser profissional, pessoal ou até mesmo um empreendimento (ou estágios desse empreendimento) de toda uma vida. Desse modo, existem diversos tipos de coach no mercado [limito-me, a título de esclarecimento, a esse último exemplo, sendo conhecido como coach de vida].

Àqueles que conhecem o termo e o ofício, o profissional geralmente é tido como uma figura mística, dotada de sabedoria, cujo propósito é o de assessorar os seus clientes nas mais variadas situações de suas vidas, os conduzindo para o sucesso mesmo que sem compreender integralmente o que os seus clientes desejam, e sem que estes compreendam a espiritualidade por trás de cada um de seus conselhos, dinâmica e didática. Em suma e conforme a interpretação, é a figura que explica ao seu cliente (ou persuade) que o mesmo está errado, pode melhorar, mas que ao mesmo tempo carece de empatia e conhecimento suficiente para fazê-lo compreender o porquê.

Explicitado o problema, infelizmente, esta é atualmente a realidade que permeia o mercado de coaching, no qual o coach cujo o foco é direcionado necessariamente em ajudar o seu cliente acaba por cria neste uma relação de dependência. Ora, se o cliente não entende a solução do problema, não poderá solucioná-lo sozinho.

Não obstante, à medida em que esse coachee progride em seus projetos pessoais, a dependência tende a assumir proporções cada vez maiores. Ora, mais importante do que auferir um sonho pessoal é manter a estabilidade desse sonho – o que, para muitos que dependem de outra pessoa para sua manutenção, pode parecer uma experiência aterradora. Ora, se a pessoa que vive os seus sonhos não sabe como os construiu, este encontra-se-á em constante ameaça.

Afinal, o que dizer daqueles sentimentos de impotência por não saber o que fazer? De projetar um sonho, mas sentir-se incomodado ao longo do processo, de modo a crer que “sonhou demais”, então mudando o sonho para outro mais simples e menos exigente? De perguntar-se constantemente acerca do que os outros pensam ou pensarão sobre você e, através dessas expectativas, questionar as suas próprias capacidades – ou até mesmo a natureza moral de seus sonhos, ou processo de atingi-los, ou a sua própria autoestima?

De modo a contrapor a problemática, o foco do coach não deve estar em necessariamente ajudar o coachee, mas em despertar neste o seu potencial oculto que, e fazê-lo por meio da educação — e não qualquer educação, mas aquela em sintonia com o propósito do cliente (mesmo que este não o possua), com sua personalidade e compatível com a sua realidade social. Com isso, o objetivo primaz do coach reside fundamentalmente em incitar no coachee o senso de autossuficiência e autoeficácia, transferindo a ele a sua visão e os alicerces desta. Por isso que, reitera-se: o objetivo do coach deve ser o de tornar o coachee menos dependente do coach; conferi-lo autonomia e um horizonte, por meio da transmissão do conhecimento propriamente dito, princípios, reflexões e da motivação”. Não obstante, este é o diferencial do meu serviço.

O coach, portanto, não é um sábio em sua torre de marfim conduzindo peças em tabuleiro ao sucesso, mas um sábio-professor responsável por transferir sua visão àqueles obstinados a cultivá-la, de modo a se esculpirem à luz de suas respectivas individualidades, em mármore, e tornarem-se os heróis de seus respectivos destinos — Self-Made Men.

Para que isso ocorra com maior eficácia, o meu público-alvo é o adolescente e jovem adulto, dada a plasticidade do córtex pré-frontal (PFC) e condição mental, embora não limitando-me unicamente a esses. Ademais, a título de curiosidade, muitas das grandes figuras da humanidade receberam serviço de “coaching” ao longo dessa faixa etária, embora “coaching” não necessariamente existisse nessa época e com esse mesmo nome, e o processo fosse dado de forma um pouco diferente. Foram exemplos o Alexandre, O Grande, e Aristóteles, Aristóteles e Platão, entre outros.

Para findar, aos meus clientes ofereço consultas periódicas, ao longo de toda uma vida inteira se assim desejar, para fins de autoconhecimento, auxílio na estruturação de seus objetivos, buscando encontrar o seu propósito, e os acompanho periodicamente, medindo objetivamente os resultados e incitando neles a autossuficiência e eficácia, e cultivando a autoestima – sendo estes três últimos os princípios fundamentais do meu trabalho.

Cada um desses elementos ocorre por meio de processos graduais e de longo prazo, estando estes presentes em uma só didática composta por diversas dinâmicas, simples e divertidas. Outrossim, também disponho-me para esclarecimento de dúvidas e auxílio para os mais variados problemas, por telefone e por e-mail, pelo tempo em que o processo durar.

As melhorias poderão ser vistas rapidamente, desde nas pequenas conquistas até na mudança da forma de se pensar.

O próximo grande homem poderá ser você.

Contato: clique aqui. Valores a consultar.

Matteo Guimarães

Anúncios